Autenticar  
clique na miniatura
para ver as imagens
 
Estrutura Hierárquica do Processo

Fundo
CJBC
Comissão Jurisdicional dos Bens Cultuais

Secção
CJBC/BRA
Braga

SubSecção
CJBC/BRA/CEL
Celorico de Basto

Série
CJBC/BRA/CEL/ADMIN
Administração dos Bens Cultuais

Processo
CJBC/BRA/CEL/ADMIN/031
Reclamação de bens na freguesia de Agilde



Ficha de descrição arquivística

Código de referência
PT/ACMF/CJBC/BRA/CEL/ADMIN/031

Título
Reclamação de bens na freguesia de Agilde

Data produção inicial
1703-09-21

Data produção final
1920-11-04

Dimensão
Cx. 159

Assunto
Reclamação graciosa contra o arrolamento considerado indevido de bens na freguesia de Agilde, concelho de Celorico de Basto, distrito de Braga, requerida pelos Viscondes de Paço de Nespereira e Bertiandos e por José Pimenta Marinho. Os primeiros reclamantes sustentavam que eram proprietários dos bens componentes do prazo de São Pero do Ó, situados naquela freguesia, entre os quais se incluía a Capela de São Pedro do Ó. No âmbito dos autos de reclamação foi proferida decisão deferindo o pedido dos Viscondes de Paço de Nespereira e Bretiante.A reclamação de José Pimenta Marinho versava a aquisição de um sino que o reclamante teria custeado com destino à igreja paroquial da freguesia, solicitando então o reembolso de 130 escudos, quantia equivalente aos 130$000 réis que dispendera com a aquisição do sino. A Comissão Central, após autos de averiguação, deliberou ser a reclamação improcedente.

Código antigo
Proc. 558, L. 8, Fl. 112

Cópias Digitais ou Digitalizadas  
Recurso 130445/0


ver XML no esquema nativo SGMF

ver XML no esquema OAI_DC

ver XML no esquema EAD

Arquivo Digital do Ministério das Finanças